ÁFRICA DO SUL

CAPE TOWN
ALEMANHA

BERLIM
EMIRADOS ÁRABES

DUBAI
MALTA

MALTA
INTERCÂMBIO

ENSINO SUPERIOR

© Copyright 2020 – Vital Intercâmbios – Todos os direitos reservados

Compre pelo telefone (11) 97391 9322
ESCRITÓRIOS
DICAS & NOVIDADES

BLOG VITAL

Brasileiros precisam solicitar visto antes de embarcar para Irlanda

Estudo e Trabalho / Por Jana Santos

Publicado em 3 de Março de 2021

Na última sexta-feira, dia 29 de janeiro, o Departamento de Justiça da Irlanda decidiu restringir durante o lockdown a emissão de novos vistos para cidadãos de 12 países, incluindo o Brasil.

Antes desta decisão, todos os brasileiros podiam embarcar para o país sem a necessidade de visto prévio e permanecer na Ilha por até 90 dias como turista, o que também era considerado o tempo necessário para obter outros tipos de visto, como o stamp 2, o mais comum entre os intercambistas que desejam estudar com permissão de trabalho.

As novas medidas são para tentar controlar o aumento de casos da COVID-19, já que o primeiro mês do ano de 2021, foi considerado oficialmente o pior mês da pandemia na Irlanda, com mais de 1.000 mortes e 100.000 casos registrados.

Será possível aplicar para o visto antecipadamente de maneira online, porém, segundo o Departamento da Imigração, apenas motivos essenciais serão autorizados durante este período.

● Trabalhadores que exercem ocupações críticas, incluindo trabalhadores da saúde, trabalhadores fronteiriços, bem como trabalhadores sazonais, conforme referido nas Diretrizes sobre o exercício da livre circulação de trabalhadores durante a pandemia de Covid-19;

● Trabalhadores da área de transportes ou prestadores de serviços de transporte, incluindo motoristas de veículos de carga, bem como aqueles em trânsito;

● Pacientes que viajam por razões médicas imperativas;

● Pessoas com direito a beneficiar das disposições da Diretiva da UE relativa à liberdade de circulação;

● Alunos, estudantes e estagiários que viajam diariamente ao estrangeiro e nacionais de países terceiros que viajam para efeitos de estudos de 3º nível;

● Pessoas viajando por motivos familiares ou de negócios essenciais;

● Diplomatas, funcionários de organizações internacionais e pessoas convidadas por organizações internacionais cuja presença física seja necessária para o bom funcionamento dessas organizações, militares e policiais, trabalhadores de ajuda humanitária e pessoal da proteção civil no exercício de suas funções;

● Passageiros em trânsito;

● Marítimos;

● Jornalistas, no desempenho de suas funções.

Não se sabe ainda se ao final do lockdown, previsto para 5 de março, a nova regra deixará de existir, no momento, o que se fala é apenas que será revista pelas autoridades responsáveis nas próximas semanas, por isso, a necessidade de acompanhar as notícias diariamente antes de qualquer decisão que envolva sua viagem.

Pessoas que já possuem autorização de residência válida e emitida na Irlanda, não é necessário solicitar um novo visto de entrada.

Para os brasileiros que desejam aplicar para o visto de estudante online (inglês ou cursos universitários), assim que liberado, o ideal é que o façam com 3 meses de antecedência, aplicando do Brasil ou em algum país que possuam residência legal, anexando passaporte e provas de pagamento do curso, a aplicação é gratuita até o momento para brasileiros.

Embora ainda não tenha entrado em vigor, outra notícia que agitou nos últimos dias foi com relação a quarentena obrigatória em locais determinados pelo governo, para quem chega em voos do Brasil e África do Sul.

Outros países afetados pelas novas restrições são: África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colombia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname e Uruguai.


COMENTÁRIOS

User avatar

CERTIFICAÇÕES VITAL