ÁFRICA DO SUL

CAPE TOWN
ALEMANHA

BERLIM
EMIRADOS ÁRABES

DUBAI
MALTA

MALTA
INTERCÂMBIO

ENSINO SUPERIOR

© Copyright 2020 – Vital Intercâmbios – Todos os direitos reservados

Compre pelo telefone (11) 97391 9322
ESCRITÓRIOS
DICAS & NOVIDADES

BLOG VITAL

AUSTRÁLIA OFERECE OPORTUNIDADES, PORÉM ELA QUER ESTUDANTES QUALIFICADOS PARA AGREGAR VALOR AO PAÍS

Estudo e Trabalho / Por Cacá Marrafon

Publicado em 15 de Janeiro de 2021

Enquanto alguns países sofrem com a crise econômica, enfrentando altas taxas de desemprego, a Austrália vai na contra mão do mundo tendo problemas com o preenchimento das vagas de emprego. Um exemplo são as vagas relacionadas a área da saúde, onde 48% das vagas abertas não são preenchidas em 60 dias.

O déficit de mão de obra é uma realidade presente em todos os campos: indústria, comércio e na agricultura. Há dificuldade em conseguir preencher vagas especialmente as que demandam alta formação e estão localizadas na costa oeste como Perth e Adelaide, que são centro urbanos mais afastados.

A questão cultural também contribui para o agravamento da situação. Australianos são pessoas de alto astral e que possuem um estilo de vida leve, sempre em contato com a natureza, amigos e família. Por valorizarem a qualidade de vida, tendem a se adaptar bem aos trabalhos manuais como eletricista, carpinteiros, encanadores, etc. Só para você ter uma noção, essas profissões apesar de não exigirem alta formação são bem remuneradas, o valor médio da hora desses profissionais gira em torno de A$70 e também estão em falta por aqui.

Todas essas dificuldades incentivaram as autoridades locais a criarem tipos especiais de visto de trabalho com o intuito de atrair a entrada de mão de obra qualificada no país. O departamento de imigração australiano todo ano disponibiliza uma lista com as profissões prioritárias para se obter visto de residência. A lista é alinhada com as metas de desenvolvimento econômico definidas para aquele ano, e por isso é atualizada com frequência. De maneira geral a lista contém em média 180 ocupações e sofre apenas pequenas alterações todos os anos.

Se você está pensando em imigrar, já deve estar se perguntando quais são os passos que devem ser seguidos para conseguir trabalhar na Austrália. Então vamos lá:

SOU FORMADO (A), MAS NÃO TENHO INGLÊS

O inglês fluente é exigido independente do grau de escolaridade requerido pela vaga de interesse. Uma saída para você que já possui formação superior, porém seu inglês ainda não alcançou o nível de fluência desejável é entrar no país como estudante de inglês. Assim você consegue melhorar o inglês e ainda trabalhar 20 horas na semana por quanto tempo for necessário, uma vez que na Austrália, não há limite de duração para cursos de línguas. Conforme seu inglês for melhorando, você irá conseguir melhores vagas de emprego, podendo conseguir um sponsor (empregador/padrinho) na sua área de interesse. Com um sponsor o processo de obtenção um visto de residência fica muito mais simples.

TENHO INGLÊS, MAS NÃO SOU FORMADO

Agora se você ainda está em processo de formação, tenho uma excelente notícia você, a Austrália possui excelentes universidades. Algumas delas como University of Sydney, University of Queensland e University of Melbourne estão entre as melhores do mundo. Conquistar um canudo de uma universidade australiana fará com que você seja formado com o perfil de interesse do mercado de trabalho local. Além disso, te colocará em contato com muitas pessoas de sua área de formação o que facilitará o processo de busca por empregos. Após a colação de grau, é possível solicitar o visto sublclasse 485 o qual permite trabalhar por 18 meses. Para graus mais elevados de especialização, como mestrado e doutorado o tempo permissão pode chegar de 3 a 4 anos.

TENHO INGLÊS E SOU FORMADO(A)

Nesse caso você pode tentar direto o visto de permanência junto a departamento de imigração. O processo funciona da seguinte forma, primeiro você deve se certificar se a sua profissão se encontra na lista de prioritárias, em seguida precisa dar entrada no processo apresentando os documentos requeridos. Vários itens são analisados, e cada um deles oferecem um certo número de pontos, com base no total de pontos é feita a classificação dos candidatos ao visto de residência. Assim que abre uma vaga, o consulado consulta a lista com a classificação geral dos candidatos.

E aí, se encaixou em algum desses perfis? A Austrália é um país de primeiro mundo e em fase de crescimento. Além disso, está sempre no topo da lista com as melhores cidades do planeta com Melbourne e Sydney. Então, se morar na Austrália está nos seus planos, invista em você e venha fazer um intercâmbio com a gente!


COMENTÁRIOS

User avatar

CERTIFICAÇÕES VITAL